Vistos para Europa: Guia de Informações para Brasileiros

5 jun

Quando você começa a pesquisar sua viagem para a Europa, a primeira coisa que vem em mente é que você só precisará do passaporte para entrar no continente. De certa forma, isso até é uma verdade para os voos que saem do Brasil e chegam a países nos quais o visto não é necessário. Mas será que você poderá circular por todos os países europeus sem a necessidade de visto? Tentaremos esclarecer melhor com este post.

Um dos trunfos da Europa em relação aos Estados Unidos, ao menos no quesito viagem, é que em boa parte dos países de lá não é necessário visto para fazer turismo. Isso é possível graças ao Acordo de Schengen, uma convenção entre países europeus sobre abertura de fronteiras e livre circulação de pessoas entre os países signatários.

Atualmente, os países europeus onde brasileiros não precisam de visto, por causa do Acordo de Schengen, caso fiquem até 90 dias para turismo são esses:

  • Alemanha
  • Áustria
  • Bélgica
  • Dinamarca
  • Eslováquia
  • Eslovênia
  • Espanha
  • Estônia
  • Finlândia
  • França
  • Grécia
  • Holanda
  • Hungria
  • Islândia
  • Itália
  • Letônia
  • Liechtenstein
  • Lituânia
  • Luxemburgo
  • Malta
  • Noruega
  • Polônia
  • Portugal
  • República Tcheca
  • Suécia
  • Suíça

Vale notar que alguns dos países presentes na lista não fazem parte da União Europeia, mas estão de acordo com o tratado, como Noruega, Suíça e Islândia.

Nota: Em alguns territórios dos países mencionados o tratado não se aplica, como Ilhas Faroe, Groenlândia, Aruba, Curaçao, Saint Martiin, Antilhas Holandesas, Melilla, Celta, Svalbard e todos os territórios e dependências ultramarinos da França. Para esses lugares você deve verificar caso a caso a documentação necessária para ingresso.

Alguns pequenos países da Europa também permitem a entrada por causa do acordo, como suas fronteiras são com países participantes, basta apresentar o passaporte. São eles: Mônaco, San Marino e Vaticano.

E outros países da Europa, o que é preciso para entrar? Calma, agora iremos falar de país por país da Europa o que é necessário para entrar.

Albânia: Brasileiros não precisam de visto para permanência de até 30 dias no país para turismo. Informações para outros tipos de visto você pode ver na página do Ministério de Relações Exteriores da Albânia.

Andorra: Para entrar em Andorra, você precisará apenas o passaporte original válido. Mas os 90 dias de permanência são os mesmos. A entrada deverá ser pela França ou pela Espanha. Na página do Ministério de Relações exteriores do país, você tem as informações.

Bielorrússia: Para entrar na Bielorrússia é necessário visto, nem que seja somente para trânsito. Brasileiros precisam dos seguintes documentos para conseguir o visto:

1.        Formulário de visto preenchido e assinado;

2.        Carta-convite de uma agência de turismo bielorrussa com a informação sobre o seu nome e sobrenome, número de passaporte, data de nascimento e período da estadia na Bielorrúsia.

A carta-convite pode ser providenciada através de uma operadora turística brasileira ou contatando diretamente com uma empresa turística bielorrussa;

3.        Passaporte com validade mínima de 3 meses depois dos prazos da viagem à Bielorrússia;

4.        Uma foto 3×4;

5.        Taxa consular pelo visto (para brasileiros) – 60 euros no caso de conceder o visto em prazo normal de 3 dias úteis ou 120 euros no caso de emitir o visto urgente em 24 horas;

6.        Valor adequado para pagar serviços do despachante de volta (caso o envio dos documentos seja realizado via despachante).

Na página da Embaixada da Bielorrúsia você terá mais informações sobre outros tipos de visto.

Bósnia e Herzegovina: Cidadãos brasileiros não precisam de visto para um período de até 90 dias para turismo e negócios. Caso precise de algum outro tipo de visto, você deve procurar a embaixada da Bósnia em Washington D.C., nos Estados Unidos (lembrando que brasileiros precisam de visto para entrar nos EUA). Caso precise, entre no site da Embaixada da Bósnia nos Estados Unidos.

Bulgária: Cidadãos brasileiros não necessitam de visto para turismo ou negócios, desde que fiquem no máximo até 90 dias durante um período de 6 meses. Para outras informações, visite o site do consulado honorário da Bulgária no Brasil.

Croácia: Da mesma forma que a Bulgária, cidadãos brasileiros não precisam de visto para permanência máxima de 90 dias em um período de 6 meses, caso o motivo da visita seja turismo ou negócios. Mais informações no site do Ministério de Relações Exteriores da Croácia.

Macedônia:  Cidadãos brasileiros não necessitam de visto para entrar no país desde 2009, e as condições são as mesmas de Croácia e Bulgária: permanência máxima de 90 dias em um período de 6 meses para turismo ou negócios. No site do Ministério das Relações Exteriores da Macedônia você pode ver as informações, só com o detalhe que não estão em inglês, mas em macedônico (dá para entender se colocar no Google Translator).

Moldávia: Para entrar na Moldávia, o brasileiro precisa de visto. Ele pode ser retirado em trânsito, mas apenas em países que possuem representação diplomática. Entre eles: Alemanha, Portugal, Grécia e Itália. Lembrando que o visto é apenas para turismo. O custo do visto de curta permanência é de €60 (visto tipo C). Vale lembrar que você precisará de passaporte com validade de pelo menos 6 meses após o término do visto, foto 3,5×4,5 e o formulário de solicitação preenchido e assinado. Maiores informações podem ser obtidas no site do Ministério de Relações Exteriores da Moldávia (em inglês).

Montenegro: Para entrar em Montenegro, cidadãos brasileiros não precisam de visto para permanência de até 90 dias, basta apenas um passaporte válido. Outras informações no site do Ministério de Relações Exteriores de Montenegro (em inglês).

Reino Unido: Cidadãos brasileiros que viajam por motivo de turismo estão isentos de visto para um período de até 180 dias. Maiores inormações para saber sobre vistos veja no site da Agência de Fronteiras do Reino Unido.

Romênia: Cidadãos brasileiros estão isentos de visto para uma permanência de até 90 dias, com passaporte válido pelo menos 6 meses depois da viagem. Aqui há um PDF do governo romeno explicando a situação de visto dos brasileiros. Outras informações você pode obter nesta página do Ministério de Relações Exteriores romeno.

Rússia: Cidadãos brasileiros são isentos de visto para uma permanência de até 90 dias na Rússia. Válido tanto para turismo quanto para negócios. A informação oficial está no site da Embaixada da Rússia no Brasil.

Sérvia: É necessário visto de entrada para brasileiros. Para requisitar o visto, você precisará do passaporte válido por no mínimo 6 meses, o formulário de requisição de visto preenchido e assinado, foto 3×4 (recente) e cópia da passagem com os trechos de ida e volta. Você pode ver mais informações sobre o visto e o formulário de requisição no site do Ministério de Relações Exteriores da Sérvia.

***UPDATE: Desde o dia 21/02/2013 os brasileiros não precisam mais de visto para visitar a Sérvia, para estadias de até 90 dias.

Turquia: No país que fica parte na Europa e parte na Ásia, brasileiros estão isentos de visto para permanência de até 90 dias no país.  Isto é válido tanto para negócios quanto para turismo. Caso precise de outro tipo de visto, você pode ter mais informações na página da Embaixada da Turquia no Brasil.

Ucrânia: Brasileiros não precisam de visto para permanência de até 90 dias em um período de 6 meses na Ucrânia. Esta informação vale tanto para visto de turismo quanto para visto de negócios. Aliás, essa queda de visto aconteceu em 30 de dezembro de 2011. Até antes disso, o visto era necessário. Você pode ver a confirmação na página do Ministério de Relações Exteriores da Ucrânia.

Vale lembrar que apesar de muitos países não exigirem visto, isso nem sempre é garantia de entrada. Você deve consultar os sites das embaixadas ou consulados dos mesmos, para ver quais documentos levar em sua bagagem de mão. E não se esqueça de sempre ter cópias destes documentos com você, em seu email.

Os documentos que normalmente são pedidos, além do passaporte, são os comprovantes de ida e volta da passagem aérea, comprovantes de reserva em hotel ou carta-convite, comprovante do cartão de crédito (para mostrar que tem condições de se manter por lá durante a estada), seguro viagem (é sempre bom ter).

Também leve dinheiro vivo (euros, libras ou a moeda do país em questão) e um pouco em cartões de viagem (como Visa Travel Money ou Mastercard Cash Passport).

E você, ficou com alguma dúvida em relação aos vistos? Já teve alguma experiência na Europa e precisou de visto? Conseguiu circular pela Europa somente com o passaporte? Conte pra nós através dos comentários.

About these ads

17 Respostas to “Vistos para Europa: Guia de Informações para Brasileiros”

  1. Tatyana Farthing 21/06/2012 at 7:38 pm #

    Estava pesquisando mais informações sobre o assunto e encontrei este artigo, muito bom, parabéns. Tenho um blog também onde escrevo sobre artigos semelhantes. Adoraria se pudesse olhar o meu blog e conhecer nosso trabalho.

  2. mari 15/09/2012 at 4:05 pm #

    Brasileiros devem estar bem preparados, pois cada dia fica mais díificil a entrada na Europa. Estão deportando muitos, o jeito é rebater mandar eles de volta também.

    • Fátima 18/09/2012 at 6:56 pm #

      Concordo plenamente! Isso se chama reciprocidade!

    • Renato 16/04/2013 at 9:16 am #

      Creio que essa afirmaçao esteja sem fundamentos. O Brasil possuiu cada vez mais acordos. Em alguns paises da Europa possuimos melhores condiçoes de acesso do que os proprios paises da UE, como no caso da Turquia, onde nao precisamos de visto, jà a UE precisa. Vejamos também o caso da Sérvia, que até 21/02/2013 se precisava de visto e hoje nao mais.

    • Rezao Biguelinho 28/12/2013 at 3:18 pm #

      Fui para Europa em Fevereiro de 2013. Sempre soube que muita gente era deportada quando chegava no Charles de Gaulle. Na aduana já me perguntaram se eu falava Francês e como respondi que sim, me perguntaram um monte de coisa e eu respondi tranquilamente. Resultado, não só entrei na Europa como me ajudaram a me movimentar por Paris, pegando trens, metrôs e até o famoso TGV para ir para Bordeaux no sul do país. Nem prestaram a atenção no fato de ser cabeludo. Detalhe, foi a primeira vez que eu viajei de avião na minha vida. Percebi que a primeira coisa que perguntam é se você fala o idioma do país. Fizeram isso comigo na França e na Espanha antes de eu ir pra Munique na Alemanha. Como consigo me comunicar em Frances e Espanhol não tive problemas. Só usei o Inglês na Alemanha. Mas mesmo assim, comecei a conversa dizendo “Guten Tag” (Bom dia) e encerrei dizendo “Danke” (Obrigado) ou “Auf Wiedersehen ” (Adeus). Gostei tanto que estou voltando pra lá em Fevereiro de 2014. Agora as pessoas querem viajar de qualquer jeito e não querem ser deportadas. Não é só tirar o passaporte e viajar, tem que se preparar, entender o que se pode ou não fazer em cada país, conhecer um pouco da cultura de cada região para poder desfrutar das férias. Europa não tolera amadores.

  3. vagno 04/10/2012 at 12:39 pm #

    Fora o tratamento da imigração, eles não tem direito de escanear documento, cartão de um turista. O Brasil tem q ficar mais atento com o tratamento q a imigração europeia faz com os brasileiros. Não é justo, eles são bem tratados na imigração brasileira, agora quer diser q eles são gente no nosso país e nós não somos no país deles? Espero q um dia isso mude, tenho experiência própria de maus tratos em imigração, foi muito ruim ficar uma noite sem comer e dormir em uma cadeira no aeroporto, passando muito mal com febre. Brasil acorda, dá um jeito nisso!

  4. Thiago 09/10/2012 at 2:27 pm #

    Discordo dos comentários anteriores. Na verdade, está cada vez mais fácil ir à Europa fazer turismo. Li o texto e só precisamos de visto em 3 países. Em minhas idas para o velho continente nunca tive problemas graves na imigração, apenas as perguntas usuais: onde vai, qual o propósito, quanto tempo…
    e o tratamento dado aos estrangeiros aqui no Brasil (na imigração) é muito pior que o recebido em diversos lugares na Europa, claro, de acordo com minha experiência.

    No quesito reciprocidade, acho que o Brasil está agindo muito bem. O último caso foi o velho problema que temos com a Espanha e agimos corretamente.

    • rosana.kovacevic@hotmail.com 13/11/2012 at 7:39 pm #

      Moro na Suíça, sou casada com europeu, meu passaporte é brasileiro. Viajei muito pela Europa e já fui maltratada várias vezes nas fronteiras, mesmo com meu marido do lado. O Brasil deveria ser mais rígido sim nas fronteiras.

      • Renato 16/04/2013 at 9:20 am #

        Rosana, deve haver alguma relaçao ligada ao fato de ser casada com um Europeu. Voce nao é a primeira a dar essa opiniao, nesta condiçao. Mas na condiçao de simples turista, como Thiago, nunca tive problemas em mais de 12 paises na Europa pelos quais viajei. Até na Inglaterra, onde sao mais rigidos, apenas as perguntas habituais, comprovantes de hotel, passagem e meios economicos mostrados e sem problemas.

  5. Joao 14/12/2012 at 12:36 pm #

    Se eu tenho um visto de permanencia para estudos por um periodo de um ano. Seria possivel ficar por mais um mes com o intuito de fazer turismo? O prazo de 3 meses para turismo e contado apos a permanencia? (obs: teclado alemao nao tem acento)

    • intravelturismo 17/12/2012 at 1:55 pm #

      Olá João.

      O ideal é você verificar junto à embaixada brasileira aí na Alemanha sobre extensão de seu visto e tempo de permanência. Como seu visto é “especial”, cada caso é tratado de uma maneira. Ou também procure olhar no site da embaixada alemã no Brasil.

  6. Dominique 07/04/2013 at 9:16 am #

    Brasileiros não precisam de visto para a Sérvia.

    • intravelturismo 08/04/2013 at 3:49 pm #

      Olá Dominique.

      Essa informação é nova você está corretíssima. Agora a Sérvia não existe mais visto dos brasileiros, nem o Brasil exige visto para os sérvios (para viagens de até 90 dias, em ambos os casos).
      Obrigado pelo comentário, volte sempre.

  7. Ana Monteiro 23/11/2013 at 10:22 pm #

    Olá,

    Adorei as informações sobre o visto. Mas eu continuo com uma dúvida. Eu e meu marido estamos planejando ficarmos mais ou menos uns 6 meses na europa. A permanência de 90 dias seria em cada país? ou pela europa como um todo?

    Obrigada.

    • intravelturismo 28/11/2013 at 4:08 pm #

      Olá Ana!
      Para informações detalhadas, sugerimos que entre em contato com um despachante de confiança para tirar dúvidas, tanto para documentação, quanto vistos!
      Uma boa tarde!

  8. Lêda Yara 30/11/2013 at 7:57 pm #

    Parabéns e agradecimento! Encontrei aqui tudo o que precisava saber sobre viagens de brasileiros à Europa.

  9. Helena 06/03/2014 at 10:26 pm #

    Muito bom o blog, ajudou demais! Iremos para a Itália/França em Abril/2014 e como é a primeira vez fico apreensiva por não falar francês ou italiano.
    Meu ingles dá para se virar bem, tomara que eles não sejam tão rígidos assim com o idioma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 68 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: